Publicado: 05/09/2018 ás 09:40:00
Fonte: Assessoria
Este mês acontece o Setembro Amarelo, uma campanha iniciada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) e o mês escolhido é setembro pois é o mesmo mês do Dia Mundial para Prevenção do Suicídio, realizado no dia 10 de setembro. A campanha tem como intuito alertar as pessoas sobre a realidade do suicídio e as formas de prevenção, ou seja, durante todo o mês de setembro, ações são realizadas a fim de sensibilizar a população que, atualmente, o suicídio é uma grande questão de saúde pública.
 
O principal objetivo do Setembro Amarelo é desmitificar o tabu que existe envolvendo o suicídio, pois, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, tirar a própria vida já é a segunda principal causa da morte em todo mundo para pessoas de 15 a 29 anos de idade. Muitas vezes a discussão em torno do assunto é ignorada devido o tabu, evitando o diálogo e esclarecimento sobre o tema, isto é, o problema de saúde pública que a sociedade enfrenta hoje é causado, principalmente, pelo desconhecimento das pessoas sobre as causas do suicídio e os tratamentos para evitar que ele aconteça.
 
Dessa forma, o setembro amarelo é um mês de diálogo, é um mês que busca elaborar/criar ações que envolvem o tema, mostrando às pessoas que sofrem com pensamentos suicidas que elas não estão sozinhas e que a morte não é solução. Simultaneamente conscientizar famílias, amigos, escola, grupos de trabalho e profissionais, sobre a importância de reconhecerem os sinais de pessoas com intenção suicida, para que estejam dispostos e preparados para abordar o tema e encaminhar o indivíduo para um tratamento onde receberá ajuda especializada.
 
É importante ressaltar que o Setembro Amarelo também tem como objetivo mostrar que existe prevenção em mais de 90% dos casos, segundo a Organização Mundial da Saúde. Tendo em vista que tirar a própria vida é uma decisão extrema para fugir do que é considerado um problema sem solução ou terminar com o seu sofrimento, a melhor forma de evitá-lo é detectar quando a possibilidade existe e agir a tempo.  Assim sendo, acredita-se que o diálogo, a conversa, podem proporcionar novas alternativas, ou seja, ajudar o indivíduo a visualizar novas perspectivas, evitando que ele tome medidas mais drásticas para solucionar a situação.
 
Desta maneira, caro leitor, você também pode identificar e reconhecer uma pessoa com intenção suicida. Muitas pessoas com propósitos de tirar a própria vida expressam, de modo sutil, o desejo de morrer, apresentam alguns comportamentos como: tristeza persistente, perda de interesse em atividades que antes davam prazer, choro sem razão aparente, ideias de morte, irritabilidade, fadiga etc.; falam de sua falta de esperança, do sentimento de culpa e de a vida não valer mais a pena. Entende-se que o suicídio é uma forma do indivíduo comunicar o seu sofrimento aos outros, é um pedido de ajuda. Além disso, cada pessoa têm os seus próprios motivos, muito particulares, profundos e extremamente dolorosos que a levam desistir de viver, tais como solidão, problemas familiares, dificuldades financeiras, desemprego, mudanças repentinas, entre outros.
 
Se você conhece alguém que apresenta alguns dos comportamentos e sintomas abordados acima, não hesite em procurar ajuda especializada. Em nosso município você pode contar com os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS), através dos PSF e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).
 
A campanha Setembro Amarelo possui um site (http://www.setembroamarelo.org.br) onde é possível compreender e entender melhor sobre a importância da conscientização e prevenção do suicídio, como também é possível divulgar sobre o assunto e ajudar o próximo. Também é possível obter ajuda através do Centro de Valorização da Vida (CVV), que é uma organização sem fins lucrativos e filantrópica que busca dar apoio emocional e prevenção do suicídio para quem precisa. O atendimento é anônimo e realizado por voluntários que guardam sigilo, sendo possível entrar em contato com eles de maneira gratuita através do site https://www.cvv.org.br.
 
Aproveitamos esse post para informar que o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do município de Colíder irá realizar ações com intuito de conscientizar e prevenir o suicídio,promovendo atividades com os usuários, divulgando a causa intensamente durante o mês, através de oficinas terapêuticas, palestras, confecção de camisetas e distribuição de panfletos contendo informações sobre o tema.
 
Agora que você já sabe sobre a importância do Setembro Amarelo e da prevenção do suicídio, junte-se à nós e ajude a prevenir o suicídio! Lembre-se: você pode salvar uma vida!

Veja as Fotos