IMPRENSA / NOTÍCIAS



 Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018
Secretaria Saúde
Secretaria de Saúde, Cerest e Unidades de Saúde têm iluminação verde em abril
Assessoria

O CEREST NORTE (Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador) apoia o Movimento Abril Verde. O Abril Verde é um movimento de iniciativa popular com participação espontânea que chama a atenção da sociedade brasileira para a adoção de uma cultura permanente de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais.

O símbolo do Movimento é o laço verde, pois a cor está associada à saúde e segurança no trabalho. A escolha do mês de abril ocorreu devido a 28 de abril ser Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Nesta data, no ano de 1969, ocorreu uma explosão na mina da cidade de Farmington, estado da Virgínia, nos Estados Unidos, matando 78 trabalhadores. A Organização Internacional do Trabalho (OIT), desde 2003, consagra a data à reflexão sobre a segurança e saúde do trabalhador. E desde maio de 2005, o dia 28 foi instituído no Brasil por meio da Lei nº 11.121.

A intenção é concentrar anualmente nesse período uma série de atividades, dando-lhes mais visibilidade e manifestações de apoio à causa, O objetivo é estimular a adoção de procedimentos de saúde e segurança no trabalho e alertar para a importância de práticas que reduzam os números de acidentes.

Segundo a OIT dois milhões de pessoas morrem no ano de 2013 por conta de doenças ocupacionais no mundo. Neste panorama, a cada 15 segundos, um trabalhador morre por conta de uma doença relacionada ao trabalho. O Brasil encontra-se como 4º colocado no ranking mundial de acidentes fatais de trabalho, são quase 4 mil mortes anualmente em decorrência de acidentes de trabalho. Em 2014, último dado disponível, foram contabilizados 704,1 mil acidentes de trabalho no país, sendo 2.783 mil mortes e 251,5 mil afastamentos por mais de 15 dias.

Diante disso, durante o mês de abril as secretarias de Saúde de Colíder e dos municípios de abrangência (Itaúba, Marcelândia, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita e Nova Santa Helena) estarão mobilizando encontros, palestras, seminários, debate, roda de conversa, divulgação de informativos, sinalizações com o símbolo do laço verde e iluminação esverdeada de edificações públicas e/ou privadas.

Afinal, devemos isto em memória de todos aqueles que, infelizmente, merecem ser lembrados neste 28 de abril, mas, em especial, para evitar que os milhões de trabalhadores brasileiros aumentem a já triste e infeliz estatística oficial. Até porque não existe valor no mundo que possa reparar um trabalhador falecido, mutilado, física ou mentalmente, por condições de trabalho que não respeitaram as normas de saúde e segurança vigentes em nosso país.

Dayane Carolini Rodrigues

DIRETORA DO CEREST NORTE

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Área restrita
acesse o seu webmail